Mais um ano vivido... que bom!





Por mais que tente fugir do assunto, é quase inevitável não fazer uma autoavaliação do ano que termina e os planos para os próximos 12 meses que vão constituir 2017. Ainda mais considerando que acabo de vir do meu 26º aniversário e do Natal. Sei que tem gente "estraga prazeres" que não gosta desse clima de festividade e otimismo, mas eu adoro (por mais que eu tenha meus momentos depressivos durante o ano).
Adoro sim ver que continuo com saúde, família, amigos, trabalho e fazendo coisas que amo, como ler ótimos livros, ver filmes variados, escrever, brincar com animais e passear (mesmo com a falta de tempo). O mundo é um lugar enorme e assustador de vez em quando, mas permite tantas experiências únicas. Cada tempo vivido não volta mais. Como isso pode ser bom e estranho ao mesmo tempo.
Tivemos, como as retrospectivas da mídia adoram mostrar, péssimas notícias este ano - muita intolerância, guerras, catástrofes, acidentes, decepções políticas em todo lugar e a morte de uma porção de grandes talentos que vão fazer muita falta. Mas também tivemos avanços, obviamente, sobretudo graças aos recursos da Internet e as tecnologias que tornam o mundo cada vez mais prático e permitindo resolver muitos problemas cada vez mais rápido.
Sigo com meus projetos e espero ter grandes avanços com eles no ano que vem, em especial um projeto literário de longa data (já deixei muitos trechos aqui em postagens anteriores), além dos que continuo desenvolvendo para teatro e cinema. Sim, sou sonhador e busco melhorar a cada dia, como ser humano, como espírito, como escritor. Não importa se vou viver 30 ou 100 anos. O quero é ter sempre a consciência tranquila de ter sido um homem digno e que viveu fazendo o que gostava.
Faça sua vida valer a pena para você e para um mundo melhor. Um Feliz 2017 e a todos que lêem este meu blog! Obrigado mais uma vez pela parceria!

Comentários